30 ANOS DE EXPERIÊNCIA ACOMPANHANDO INVESTIDORES DO

MUNDO INTEIRO NA CONCEPÇÃO, IMPLEMENTAÇÃO E OPERAÇÃO

DOS SEUS PROJETOS DE NEGÓCIOS NA CHINA

CHINA INTERNATIONAL IMPORT EXPO (CIIE) 2018

A primeira edição da China International Import Expo (CIIE) foi realizada de 5 a 10 de novembro de 2018 em Xangai, na China. A feira atraiu aproximadamente 3.000 expositores de mais de 130 países e recebeu mais de 160.000 compradores de 80.000 empresas nacionais e estrangeiras em diversos setores, como: automotivo, serviços, eletrônicos, moda, produtos médicos, agrícolas e alimentícios. 12 países foram escolhidos como “convidados de honra” sendo esses: Brasil, Canadá, Egito, Alemanha, Hungria, Indonésia, México, Paquistão, Rússia, África do Sul, Vietnã e Reino Unido. Além disso, empresas pertencentes aos países do G20 e mais de 50 países da iniciativa Belt and Road participaram da Expo.

De acordo com o discurso do presidente Xi, a China está buscando um crescimento inovador, ampliando continuamente o acesso ao seu mercado e incentivando a cooperação internacional em níveis multilaterais e bilaterais. Nos próximos 15 anos, a importação de bens e serviços da China excederá US $ 30 trilhões. Sendo a China um dos maiores mercados consumidores do mundo, com uma população de classe média em rápido crescimento e demanda por produtos importados, o governo cortou e reduziu algumas tarifas de importação para atender à demanda doméstica

Durante os cinco dias da feira, nosso Departamento Latino visitou vários estandes dos países da América Latina, juntamente com nosso representante na América do Sul, David Barriga, que negociou a assinatura de um acordo com o Conselho de Café de El Salvador, um país da América que está iniciando uma relação dinâmica com a China desde o estabelecimento do relacionamento diplomático no final de agosto deste ano.

Além disso, nossos colegas do México e do Brasil tiveram a oportunidade de falar em um evento organizado pelo Governo do Distrito de Minhang, em Xangai. Eles falaram sobre o crescimento do mercado chinês e como o cenário econômico recente oferece oportunidades potenciais para os negócios latino-americanos.

© COPYRIGHT - DEPARTAMENTO LATINO